Novos valores do Minha Casa Minha Vida em Cabreúva

 

Prestação da casa própria em Cabreúva fica até 73% mais barata do que nos municípios vizinhos de Salto e Itu

Parecer do Cartório de Registro de Imóveis de Cabreúva para aumento dos limites do Minha Casa Minha Vida em Cabreúva, apresentado pelo Sr. Prefeito Municipal, Claudio Antonio Giannini nas reuniões do Aglomerado Urbano de Jundiaí, é aceito em Brasília e já está disponível perante a Caixa Econômica ou nos representes Caixa Aqui.

 

Pelas novas regras, os limites de valores dos imóveis financiado pelo Minha Casa Minha Vida mudam para R$190 mil em Cabreúva a partir de 01/11/2012.

Veja abaixo algumas simulações

Simulações para aquisição de um imóvel novo no valor de R$130.000,00 em 360 parcelas ref. a novembro/2012.

1. Renda familiar de R$3.000,00. Entrada e/ou FGTS de R$45.000,00.

Cidade

Taxa de juros

Primeira parcela

Última parcela

Subsídios

Itu e Salto

8,5101%

R$ 890,97

R$ 262,78

(zero)

Cabreúva

6,0000%

R$ 658,47

R$ 231,39

R$ 2.113,00

Prestação 26% mais barata em Cabreúva

2. Renda familiar de R$1.600,00. Entrada e/ou FGTS de R$88.194,54.

Cidade

Taxa de juros

Primeira parcela

Última parcela

Subsídios

Itu e Salto

8,5101%

R$ 440,39

R$ 125,25

(zero)

Cabreúva

5,0000%

R$ 119,20

R$ 46,87

R$ 25.000

Prestação 73% mais barata em Cabreúva

 (valores válidos apenas para novos financiamentos)

Para simular outros valores acesse o simulador de financiamentos no site do Cartório de Registro de Imóveis de Cabreúva – www.RegistroCabreuva.com.br

 

Subsídio dado ao comprador chega a R$ 25 mil em alguns casos.

Quanto maior a renda familiar, maior será a taxa de juros e menor será o subsídio dado pelo governo federal para pagamento da entrada do imóvel. 

 

Compare os limites do Minha Casa Minha Vida no Estado de São Paulo:

Perfil do município

Limite de renda familiar

Limite do valor do imóvel

Até 50.000 habitantes (exceto Cabreúva)

R$4.300,00

R$90.000,00

Acima de 50.000 habitantes (exemplo Itu, Salto etc)

R$4.300,00

R$115.000,00

Acima de 250.000 habitantes

R$4.300,00

R$145.000,00

CABREÚVA e Aglomerado Urbano de Jundiaí

R$5.400,00

R$190.000,00

Regiões metropolitanas

R$5.400,00

R$190.000,00

O limite de renda mensal familiar para obter subsídios subiu de R$3.100,00 para R$3.275,00. Foi reajustado de R$ 23 mil para R$ 25 mil o valor do subsídio.

Também houve redução da taxa de juros de 8,16% para 7,16% para famílias com renda mensal entre R$ 3.275 e R$ 5.000.

Para as famílias com renda entre R$ 2.325,01 e 2.455,00, a taxa baixou de 6% para 5%.

Para famílias com renda entre R$ 3.100,01 e R$ 3.275,00, a taxa de juros baixou para 6% ao ano.

 

(esta notícia pode ser livremente reproduzida, divulgada e/ou adaptada)

Veja também:

Reserva de mercado para incorporadoras e novos valores do PMCMV geram oportunidades